16 setembro, 2008

Música Nigeriana - Highlife (Para Além do Afrobeat)


Repescando um texto escrito há alguns meses para a revista «Time Out Lisboa», aqui aconselho - já pareço o Dr. Marcelo a falar! - uma fantástica colectânea de música nigeriana centrada essencialmente no highlife feito fora de Lagos nos anos 70 - o mesmo highlife que nasceu no Gana mas que se espalhou rapidamente por países vizinhos, como a Nigéria. E ainda há mais colectâneas valiosas da mesma safra - a valorosa editora inglesa Soundway - de onde esta veio...

VÁRIOS
«NIGERIA SPECIAL»
Soundway/Sabotage

Editora especializada em músicas africanas - mas também com um pezinho noutros lados, como a Colômbia -, a Soundway tem-nos dado excelentes colectâneas em que os seus pesquisadores vão à arca do vinil buscar canções esquecidas da Gâmbia, do Benim ou da Nigéria (é dela, também, a colectânea «Nigeria Disco Funk Special» ou a valiosíssima «Ghana Soundz»). Neste duplo, «Nigeria Special - Modern Highlife, Afro-Sounds & Nigerian Blues - 1970-6», agrupa quase três dezenas de gravações feitas na primeira metade dos anos 70 na Nigéria, recuperadas para a luz por Miles Cleret - o patrão da Soundway -, com a ajuda de vários músicos nigerianos actuais. Centrada essencialmente na produção musical feita fora de Lagos - não há aqui lugar, por exemplo, para o afro-beat de Fela Kuti (embora por aqui ande o afro-beat de músicos que com ele colaboraram, reunidos nos The Don Isaac Ezekiel Combination) -, «Nigeria Special» traz consigo as excitantes fusões de muitas músicas locais, com predominância para o highlife - estilo cujas guitarradas tanto influenciaram os Talking Heads ou, mais recentemente, os Vampire Weekend - com ritmos ocidentais como o rock, o funk, a soul, o jazz, numa enorme festa de géneros cruzados e com uma música ainda fresquíssima e actual. E ainda mergulhando, por vezes, bem fundo na tradição, como em «Oja Omoba», de Dele Ojo & His Star Brothers Band. Gravados numa altura em que a Nigéria estava na ressaca da guerra no Biafra, os temas presentes em «Nigeria Special» são assinados por músicos orgulhosos das suas raízes e do seu país - vejam-se nomes como Celestine Ukwu & His Philosophers National (na foto que encabeça este post), The Sahara All Stars of Jos, Dan Satch & His Atomic & Dance Band of Aba, George Akaeze & His Augmented Hits ou Bola Johnson & His Easy Life Top Beats. E com toda a razão. (*****)

4 comentários:

Rui Fernandes disse...

Se você gosta de música da Nigéria, você não pode perder essa Nneka! Veja aí o vídeo e diz o que você pensa...
http://cotonete.clix.pt/quiosque/artistas/videos.aspx?id=15005

António Pires disse...

Rui Fernandes:

Tenho o álbum da Nneka e gosto muito!

Obrigado e um abraço!

rui g disse...

Comprei o disco «Nigeria special...» ontem e, para mim, foi uma autêntica revelação. Aquilo é uma fé inacreditável num país e uma verdadeira crença na música como acto colectivo.

António Pires disse...

Rui G:

É isso mesmo! Imagina que há 20 GAC - Vozes na Luta na Nigéria e que estão todos a gravar discos :)

Um grande abraço...