14 maio, 2009

Uma Homenagem à Mais Importante Canção de Sempre do Festival da Eurovisão


Pode-se ampliar esta imagem em cima e, lendo-a, não são precisas mais palavras do que estas que elas cantam para se perceber o título deste post. Mas também vale a pena ouvir a música (apesar de a música não ser tão boa quanto a mensagem que ela transmite). E vê-las, às duas, na final (ou, se se quiser, neste vídeo aqui um pouco mais abaixo da sua participação na semi-final). Se houver um pingo de justiça, Noa e Mira Awad - a estrela israelita, judia, a cantar em hebraico; e a cantora e actriz palestiniana, cristã, a cantar em árabe - hão-de ganhar o concurso. Um concurso geralmente idiota que, assim, por um toque mágico do destino, poderá voltar a ter um pouco de importância neste mundo das músicas e nestas músicas do mundo.


4 comentários:

L&G disse...

Caro António,

Se tiver oportunidade, ouça a música que a Moldávia levou, um bailado étnico muito interessante que foi brindado com a pontuação máxima por parte de Portugal e que, infelizmente, terminou a meio da tabela. Pelos vistos temos bom gosto por cá.

Um abraço,

António Pires disse...

Caro L&G:

Obrigado pela dica! Já vi o vídeo no youtube e é uma bela música, sim senhor!

Um abraço,

António

S.A. disse...

Ouvi esta música na semi, gostei mesmo bastante da sonoridade...agora vou tentar perceber a letra.

António Pires disse...

Saibedoria Austética:

Se clicar na imagem em cima vê a tradução do hebraico e do árabe para inglês...

Um abraço...