25 abril, 2008

Efeméride...


Daqui a bocadinho estarei num debate sobre música de intervenção e o seu papel na revolução de 25 de Abril de 1974. Ainda não sei muito bem o que vou dizer, mas tenho a certeza que não teria havido a revolução - pelo menos, da maneira que nós a recordamos - sem a música que a antecedeu e que se lhe seguiu, nem tanta música sem a revolução (a música que antes a sonhava; a música que depois a celebrou; e a música que, depois do depois, se desencantou - e «desencantar» é, se virmos bem, uma palavra com vários sentidos quando se fala de música). Celebremos a efeméride...

(Nota: esta imagem, de Eduardo Gageiro, foi retirada do blog Ana de Amsterdam e está aqui porque, para além de ser belíssima, faz um excelente raccord com a anterior: José Afonso-com-gato/revolução-com-flores)

7 comentários:

vague disse...

eu não tenho qualquer memória pessoal da revolução, não tinha idade para isso nem estava em pontos críticos. sei q o mundo mudou nessa altura, leio umas coisas : ) mas quem tenha vivenciado por experiência própria aquele dia e a ditadura q o antecedeu deve ter histórias mto fortes para contar.

como foi o debate e de que falaste?
(pois qdo leres isto já será amanhã.)

António Pires disse...

Vague:

Eu tinha onze anos quando se deu a revolução e tenho algumas memórias, se bem que «vagas», dos anos que ficaram para trás... Mas tenho a certeza que não seria o que sou se a revolução não tivesse acontecido... E, para o bem e para o mal, sei que sou uma pessoa mais feliz, mais livre, mais completa, por a revolução ter acontecido.

E o debate correu muito bem. Foi na FNAC de Alfragide, comigo, o António Manuel Ribeiro (dos UHF) e o Nuno Nazareth Fernandes (compositor de inúmeras canções). Não estava muita gente, mas tivemos uma conversa interessante e que se estendeu ao público. Acabámos por ficar a falar sobre mil coisas durante duas horas. Obrigado por perguntares :))

isabel victor disse...

Gostei de saber, António ...


Ainda bem, que há sempre alguém que celebra com quem está. Que (se) celebra ! :))

Faz falta ...


Bj* iv

António Pires disse...

Isabel Victor:

Sim, e quem está é que é importante :))

Beijos...

Anónimo disse...

A foto é do Eduardo Gageiro e é pena não se ver toda. Tem um conjunto de cravos vermelhos na boca do canhão do tanque.

LPA

Anónimo disse...

Era para ter ido, António. O UHF convidou-me e disse-me que eras o outro parceiro. Só que não estava em Lisboa. Tive pena.

Abraço para ti.

LPA

António Pires disse...

Olá Luís!

É bom ver-te por aqui :)

Obrigado pela identificação da foto, que vai ser já «creditada» no corpo da mensagem e... foi pena não teres aparecido no debate. Terias contribuído muito bem para a tretúlia!

Um grande abraço