21 dezembro, 2006

Prendas no Sapatinho 2 - Sufjan Stevens


O Natal é sempre uma boa desculpa para investir, por via directa ou indirecta, em objectos (livros, CDs, DVDs...) mais caros do que o habitual, seja através da magnífica invenção que é a auto-prenda («Quer que embrulhe?», «Não, não é preciso, é p'ra mim») quer através da pedinchice descarada aproveitando o flanco aberto do inimigo («Então netinho, o que é que queres que eu te dê este Natal? Meias?», «Não, não, deixe estar, pode ser só o DVD do Richard Thompson»). O DVD do Richard Thompson também já entrou nesta minha lista, mas hoje, aqui fica o lindíssimo embrulho que é a caixa de Natal de Sufjan Stevens...


SUFJAN STEVENS
«SONGS FOR CHRISTMAS»
Asthmatic Kitty Records

Já o disse aqui várias vezes: estou cada vez mais cansado da pop e do rock que se vai fazendo por esse mundo fora. Mas há excepções, claro, e ainda bem... E agora no Natal - época de boa vontade e de amor universal -, deixem-me que diga que a melhor canção (canção!) dos últimos dez anos não veio da área da world music ou da folk ou de «géneros» colaterais... Também não é dos White Stripes, dos Arcade Fire ou dos Animal Collective, de Devendra Banhart ou de Joanna Newsom, de Beck ou dos Handsome Family, isto é, daqueles poucos artistas e grupos que eu venero... Não, a melhor canção dos últimos dez anos, para mim, chama-se «John Wayne Gacy, Jr.» e é de Sufjan Stevens. O mesmo Sufjan Stevens que, sempre com a mania das megalomanias que se lhe conhece, nos oferece agora uma lindíssima prenda de Natal: a caixa de cinco CDs «Songs For Christmas - Singalong (In Stereo Hi-Fi)», uma compilação dos seus EPs oferecidos aos amigos e a alguns fãs - à semelhança do que faziam os Beatles e outros grupos -, por alturas do Natal, ao longo dos últimos quatro anos e ainda o que estava reservado para este ano da graça de 2006. São gravações caseiras, geralmente lo-fi (à excepção do disco 5, muito mais orquestrado do que os anteriores), com Sufjan e os amigos e amigas a fazerem versões de muitos temas de Natal conhecidos - estão cá os clássicos absolutos «Silent Night», «O Come O Come Emmanuel», «Amazing Grace», «The Little Drummer Boy», «Joy To The World» e «Jingle Bells» -, à mistura com vários originais de Sufjan compostos a propósito da quadra natalícia, alguns deles com recurso ao seu humor corrosivo e à sua verve inteligentíssima - e basta atentar nos títulos para ver logo onde é que ele quer chegar («It's Christmas! Let's Be Glad», «Only at Christmas Time», «Come On! Let's Boogey To The Elf Dance!» ou «That Was The Worst Christmas Ever!»), mas, sempre, sempre, com o seu toque mágico e pessoalíssimo. Ah!, a caixa ainda traz autocolantes, um livreto com as letras e as músicas, banda-desenhada, etc, só faltando mesmo um chocolate ou dois... Esta prenda comprei para mim! (9/10)

3 comentários:

inominável disse...

Que rica prenda, António!!

António, espero que tenhas um santo Natal e um feliz ano novo para ti e para os teus!
E lembra-te, Sines, está cada vez mais próximo :D

Grande abraço, Dário.

Conde da Buraca disse...

Curioso, amo "John Wayne Gacy, Jr" (a música, claro) mais do que qualquer uma das outras belíssimas criações do S.Stevens, tendo-he até dedicado recentemente um post (forma subtil de publicitar o blog, será que alguém reparou?).

Um abraço

menina tóxica disse...

:))) esta também era uma das prendas da minha lista do ano passado. mas não cheguei a vê-la eheh

isso das auto-prendas também é comigo. sabe tão bem ;)