10 julho, 2008

FMM de Sines - Falta Uma Semana!


Falta apenas uma semana para o início dos concertos do 10º FMM de Sines (se bem que o festival comece um dia antes, com conferências no CAS). E, para recordar o programa, aqui «reposto» - isto da blogocoiso dá mesmo para inventar novas palavras! - o texto de apresentação do festival, publicado no R&A há dois meses, mas com as devidas adaptações motivadas pelas mais recentes alterações ao programa (a troca dos Kasai Allstars e dos Antibalas por Vinicio Capossela e o trio de Jean-Paul Bourelly). Entretanto, e para quem quiser ter contacto com imagens e sons de muitos grupos e artistas presentes este ano no FMM, o melhor é ir consultando diariamente o Juramento Sem Bandeira, que está a ficar com um acervo magnífico de vídeos dos artistas que vão passar por Sines.


«O maior evento na área da “world music” realizado em Portugal, o FMM Sines - Festival Músicas do Mundo comemora o seu 10.º aniversário com um programa de 10 dias de música e iniciativas paralelas. O pai do rock chinês, Cui Jian, a diva da música indiana, Asha Bhosle, e o grupo seminal do movimento hip hop, The Last Poets, são três destaques do programa de 40 concertos marcado para entre os dias 17 e 26 de Julho.


Repartido por quatro palcos, um na aldeia de Porto Covo (junto ao Porto de Pesca) e três na cidade de Sines (Castelo, Avenida Vasco da Gama e Centro de Artes), o festival 2008 apresenta um retrato sonoro do mundo no início do século com alguns dos mais destacados criadores musicais actualmente a trabalhar em África, Ásia, Américas, Europa e Médio Oriente.


ÁFRICA


De África, logo no primeiro dia, 17 de Julho, chega a estrela do ano no circuito “world music”. Originário do Mali, Bassekou Kouyaté & Ngoni Ba acaba de vencer as categorias de melhor grupo africano e melhor disco do ano nos mais prestigiados prémios de “world music”, atribuídos pela BBC Radio 3.
Premiados pela BBC na categoria Cruzamento de Culturas -, Justin Adams & Juldeh Camara (Reino Unido / Gâmbia) incendeiam o FMM com o repertório do disco “Soul Science”.
Responsável por outro dos discos do ano, “Made in Dakar”, um dos grupos pioneiros da pop africana, Orchestra Baobab (Senegal), apresenta um espectáculo onde África e Cuba se encontram.
Mais próximo da tradição, Dizu Plaatjies’ Ibuyambo Ensemble (África do Sul) traça um percurso pelas melhores músicas da África subsariana.
A cantautora maliana Rokia Traoré, uma das mais interessantes jovens artistas do continente, apresenta o seu novo disco “Tchamanché”, lançado em Maio.
Toto Bona Lokua (Antilhas Francesas / Camarões / R. D. Congo) junta os músicos Gerald Toto, Richard Bona e Lokua Kanza num espectáculo de grande requinte vocal e acústico.
A cantora Herminia, uma das pérolas da música cabo-verdiana, e o artista que deu dimensão global à música de Angola, Waldemar Bastos, representam os países africanos de expressão portuguesa.


ÁSIA


Cui Jian, uma das mais importantes figuras da música moderna chinesa, marca o programa asiático do festival. Grande responsável pela criação de uma cultura rock no país do Sol Nascente, Cui Jian faz em Sines a sua estreia em Portugal.
Também em estreia nacional no FMM estará Asha Bhosle. Diva maior da música de Bollywood, com um recorde de mais de 12 mil canções gravadas, é uma das figuras mais amadas pelo povo indiano e uma das grandes cantoras do mundo.
Do Paquistão, chega Asif Ali Khan & Party, com o canto hipnótico de um dos mestres da música “qâwwali”.


AMÉRICAS


Os EUA marcam em 2008 uma das presenças mais fortes de sempre no Festival Músicas do Mundo.
O grande destaque é The Last Poets (na foto), grupo de músicos poetas nascido no contexto das lutas pelos direitos civis dos anos 60 que está na origem da fundação do movimento hip hop.
Um dos grupos pioneiros do punk de fusão, Firewater, traz a Sines o repertório do seu novo disco, “The Golden Hour”, onde o rock entra em diálogo com as músicas do Oriente.
Depois de um longo período passado na África Ocidental, o quinteto instrumental Toubab Krewe dá uma reinterpretação rock às músicas da região.
Jean-Paul Bourelly é um dos melhores guitarristas de blues contemporâneos, com um som eléctrico e fortes aproximações ao funk e ao rock. Também cantor, Bourelly já trabalhou com músicos como Miles Davis, no álbum “Amandla”, e Vernon Reid, dos Living Colour. É precisamente desta banda pioneira do rock negro que chega Will Calhoun, eleito por várias revistas da especialidade o melhor baterista do mundo. A sua bateria poderosa tem dado coração rítmico a grandes nomes, do rapper Mos Def a B. B. King. Se Calhoun foi considerado o melhor baterista do mundo, Melvin Gibbs, terceiro elemento do grupo, foi eleito o melhor baixista. O seu baixo lendário tem um historial de quase 200 discos de diferentes géneros.
Ainda originária dos EUA, Hazmat Modine, uma das melhores bandas das Américas no ano que passou, inventa uma banda sonora global para a metrópole Nova Iorque.
Considerado um dos mais promissores poetas do Reino Unido, Anthony Joseph, natural da ilha caribenha de Trinidad, traz um espectáculo de “spoken word” com a sua The Spasm Band e o convidado americano Joe Bowie, ex-Defunkt.
A Tribute do Andy Palacio feat. Special Guests conta com músicos “garifuna” do Belize e das Honduras para um concerto de tributo a Andy Palacio, vencedor da categoria “Américas” nos últimos prémios da BBC, falecido no início deste ano.
Nortec Collective presents Bostich and Fussible (México) cruza música “norteña” mexicana e música techno para uma noite de dança.
Do Brasil vem o forró de Silvério Pessoa e de Siba e a Fuloresta, dois projectos enquadrados na renovação da música do Nordeste.


EUROPA


O contingente português do FMM 2008 inclui o novo fado de A Naifa, a dupla instrumental Dead Combo, a cantora / compositora Danae (que faz em Sines a apresentação oficial do seu novo disco, “Cafuca”), e dois espectáculos com a marca FMM: o novo espectáculo audiovisual do quarteto de concertinas Danças Ocultas e o quinteto Mandrágora, que se deslocou à Bretanha para uma residência artística e apresenta os seus resultados em exclusivo neste festival.
A revelação da música galega, Marful, traz o espectáculo “Salón de Baile”, com fortes influências da América Latina. Também da Galiza, Serra-lhe Aí!!! & Os Rosais trabalham a música festiva das tabernas e aldeias da região.
A zona do Mediterrâneo europeu é representada pelos marselheses Lo Còr de la Plana (na foto), que recuperam a música polifónica da Occitânia, e pelo novo espectáculo do italiano Enzo Avitabile, com os percussionistas tradicionais Bottari.
Do Reino Unido chegam Rachel Unthank & The Winterset, vencedores do Horizon Award atribuído pela BBC Radio 3, que os consagra como um dos grupos mais importantes da folk britânica.
Revelação da folk independente, o grupo de americanos radicados em França Moriarty mostra em Sines o repertório do disco “Gee Whiz, but this a Lonesome Town” (2007).
A checa Iva Bittová, uma das figuras mais originais da vanguarda contemporânea, dá em Sines um concerto a solo, apenas com a força da sua voz e do seu violino.
Moskow Art Trio (Rússia / Noruega) é um laboratório de jazz, folclore e música clássica.
A “big band” belga Flat Earth Society junta-se ao mago finlandês Jimi Tenor para um espectáculo imprevisível em que o jazz é apenas um de mil ingredientes.
KTU, o projecto constituído pelo acordeonista finlandês Kimmo Pohjonen e dois ex-membros da banda de rock progressivo King Crimson, está em Sines com disco novo na forja.
Com núcleo na Suíça, o quarteto Doran – Stucky – Studer – Tacuma pega no legado de Jimi Hendrix e constrói uma “jam session” poderosa.
Nascido na Alemanha, em 1965, mas residente em Milão desde muito cedo, Vinicio Capossela é, desde 1990, quando lançou o disco de estreia "All'Una E Trentacinque Circa", um cantautor de referência, comparado a Paolo Conte e Tom Waits pela voz rouca, pelo "pathos" criativo e pela capacidade comovente de nos fazer encontrar com a verdade do lado menos luminoso da experiência humana.



MÉDIO ORIENTE


O Médio Oriente é em 2008 representando por dois projectos israelitas.
Koby Israelite, compositor e acordeonista israelita radicado no Reino Unido, mostra como a sua fusão de jazz com klezmer e música cigana se destaca no novo catálogo da editora Tzadik.
Com ambientes Kusturica e Tarantino, a banda de “surf rock” Boom Pam dá o último concerto do FMM.


INICIATIVAS PARALELAS


O programa do festival prolonga-se num conjunto de iniciativas paralelas, que incluem ateliês para crianças e adolescentes ministrados por artistas do festival, workshops e conversas com artistas, um ciclo de cinema dedicado ao tema das migrações, “jam sessions” e DJing.
Nos dois dias anteriores ao início do festival (15 e 16 de Julho), realiza-se o seminário “A Barreira do Som: Música, Cultura e Nação”, organizado em conjunto pela Câmara Municipal de Sines e pelo INET - Instituto de Etnomusicologia da Universidade Nova de Lisboa. Com coordenação científica de Manuel Deniz Silva, constituirá um momento de reflexão sobre o fenómeno da “world music” e sobre as identidades musicais no contexto do mundo globalizado.
Considerado um dos eventos musicais de referência realizados em Portugal, o Festival Músicas do Mundo recebeu, desde a sua criação em 1999, mais de 120 concertos e um total estimado de 240 mil espectadores. É uma organização da Câmara Municipal de Sines».

E ainda há cinema: «Ciclo de cinema documental: Migrações. As migrações e o modo como estão a alterar a geografia política, cultural e económica do mundo são o tema do ciclo de cinema do FMM 2008. Centro de Artes de Sines, 23, 24, 25 e 26 de Julho. Sessões às 16h00. Num tempo de circulação de informação, sons, imagens, pessoas e
coisas, o ciclo de cinema do FMM pegará este ano na ideia de migração, viagem, circulação, contaminação de formas de produzir, ver e ouvir discursos e linguagens. No ano em que o FMM cumpre dez anos olhamos para discursos de fusão, confrontos de realidades geográfica e culturalmente distintas, que deram origem a novas formas de falar. Não se restringindo a filmes que colocam a música no centro da sua
atenção, o ciclo abordará este tema de diferentes formas, com aproximações políticas, culturais e económicas. Depois do sucesso da última edição – dedicada ao tema "Música e Trabalho" – espera-se que as sessões de cinema deste 2008 tragam mais gente e mais discussão ao FMM, num ciclo que pretende crescer e melhorar ao longo dos anos».


ALINHAMENTO COMPLETO

Quinta-feira, 17 de Julho


Siba e a Fuloresta (Brasil), 19h00, Ruas do CAS

Bassekou Kouyaté & Ngoni Ba (Mali), 22h00, Auditório do CAS

Serra-lhe Aí!!! & Os Rosais (Galiza), 00h00, Ruas do CAS


Sexta-feira, 18 de Julho


A Naifa (Portugal), 21h30, Porto Covo

Herminia (Cabo Verde), 23h00, Porto Covo

Hazmat Modine (EUA), 00h30, Porto Covo


Sábado, 19 de Julho


Flat Earth Society meets Jimi Tenor (Bélgica/Finlândia), 21h30, Porto Covo

The Last Poets (EUA), 23h00, Porto Covo

Enzo Avitabile & Bottari (Itália), 00h30, Porto Covo


Domingo, 20 de Julho


Danças Ocultas (Portugal), 21h30, Porto Covo

Asha Bhosle (Índia), 23h00, Porto Covo

A Tribute to Andy Palacio feat. Special Guests (Belize/Honduras), 00h30, Porto Covo


Segunda-feira, 21 de Julho


Moscow Art Trio (Rússia/Noruega), 22h00, Auditório do CAS

Lo Còr de la Plana (Occitânia), 23h30, Auditório do CAS

Danae (Portugal), 01h00, Ruas do CAS


Terça-feira, 22 de Julho


Iva Bittová (República Checa), 22h00, Auditório do CAS

Moriarty (EUA/França), 23h30, Auditório do CAS

Dead Combo (Portugal), 01h00, Ruas do CAS


Quarta-feira, 23 de Julho


Waldemar Bastos (Angola), 21h30, Castelo

Vinicio Capossela (Itália), 23h00, Castelo

Justin Adams & Juldeh Camara (Reino Unido/Gâmbia), 23h00, Castelo

Anthony Joseph & The Spasm Band feat. Joe Bowie (Trinidad/R. Unido/Estados Unidos), 02h30, Av. Praia


Quinta-feira, 24 de Julho


Mandrágora & Special Guests (Portugal/Bretanha), 19h30, Av. Praia

Marful “Salón de Baile” (Galiza), 21h30, Castelo

Toto Bona Lokua (Antilhas Fr./Camarões/Congo), 23h00, Castelo

Orchestra Baobab (Senegal), 00h30, Castelo

Silvério Pessoa (Brasil), 02h15, Av. Praia

Toubab Krewe (EUA), 03h45, Av. Praia


Sexta-feira, 25 de Julho


Rachel Unthank & The Winterset (Reino Unido), 19h30, Av. Praia

Asif Ali Khan & Party (Paquistão), 21h30, Castelo

KTU (Finlândia/EUA), 23h00, Castelo

Cui Jian (China), 00h30, Castelo

Firewater (EUA), 02h15, Av. Praia

Nortec Collective presents Bostich and Fussible (México), 03h45, Av. Praia


Sábado, 26 de Julho


The Dizu Plaatjies’ Ibuyambo Ensemble (África Sul), 19h30, Av. Praia

Koby Israelite (Israel/Reino Unido), 21h30, Castelo

Rokia Traoré (Mali/França), 23h00, Castelo

Doran - Stucky - Studer - Tacuma (Irlanda/Suíça/EUA), 00h30, Castelo

Jean-Paul Bourelly meets Melvin Gibbs & Will Calhoun (EUA), 02h30, Av.Praia

Boom Pam (Israel), 04h00, Av. Praia

Bailarico Sofisticado convida António Pires (Portugal), 06h00, Av. da Praia

INICIATIVAS PARALELAS

16 de Julho
Sines - Centro de Artes
A Barreira do Som: Seminário "Música, Cultura e Nação"

De 19 de Julho a 20 Setembro:
Sines - Centro de Artes
Exposição "Transurbana" de Luís Campos

De 23 a 26 de Julho
Sines - Centro de Artes
Ciclo de Cinema Documental "Migrações"

De 24 a 26 de Julho
Sines - Centro de Artes
Ateliês Para Crianças

De 24 a 26 de Julho
Sines - Centro de Artes
Conversas Com Artistas

De 23 a 26 de Julho
Sines - Escola das Artes
Masterclasses


Mais informações, aqui.

4 comentários:

Graça B. disse...

Este teu post é um excelente trabalho que complementa a informação que está no site.

Parabéns!

António Pires disse...

Olá Graça!

Mas não tive grande trabalho - limitei-me a transcrever o press-release :)

Beijos...

Anónimo disse...

O cartaz é mesmo muito bom! Conto lá estar pelo menos no último fim de semana.

Abraços

CR

António Pires disse...

Olá Carlos,

É um espanto de cartaz, sim! Com muitos nomes inesperados - há alguns que eu não conheço e que já tenho imensa curiosidade em conhecer! -, com outros que vou gostar imenso de rever e com outros que há muito tempo desejava ver ao vivo... Conto lá estar os dez dias; todos!

Um abraço