14 julho, 2008

Festa China Pop no Museu do Oriente


A cantora Sa Dingding (na foto) e o cantor, guitarrista e compositor Cui Jian - que, para quem vai ao FMM, também pode ser visto no Castelo de Sines, dia 25 de Julho - são os protagonistas da Festa China Pop, que decorre no Museu do Oriente, em Alcântara, Lisboa, nos dias 20, 25 e 26 de Julho. O comunicado do festival, na íntegra:

«A Festa China Pop anima o Museu do Oriente, em Julho, com muita música e espectáculos tradicionais, proporcionando um olhar sobre a cultura chinesa, que combina tradição, modernidade e diversão para toda a família.

As festividades começam a 20 de Julho, na doca Rocha Conde d’Óbidos, com a Taça Fundação Oriente em barcos-dragão, com a participação de várias equipas provenientes de todo o país. A anteceder as corridas, a Escola de Artes Marciais She Si, do Porto, realiza um espectáculo de Dança do Dragão.

A 25 de Julho, a Festa China Pop tem como protagonista Sa Dingding, vencedora do BBC Award para “Melhor Artista Asiática” de 2007, que apresenta o seu último álbum, "Alive", no Auditório do Museu do Oriente. Neste espectáculo imperdível, a estrela chinesa do momento será acompanhada por bailarinos de kung-fu.

A animação prossegue, a 26 de Julho, com os sons modernos da China, interpretados por Cui Jian, o “pai” do rock chinês.

O cantor, que simboliza a crescente abertura e modernização da sociedade chinesa, começou a carreira no início da década de 80, enquanto trompetista na Orquestra Filarmónica de Beijing. Mas tarde, interessou-se pelo rock e, inspirado por nomes como Bob Dylan e Simon & Garfunkel, formou uma das primeiras bandas pop da China.

Em 1986, num concerto comemorativo do Ano da Paz, subiu ao palco em traje camponês para cantar "Nothing To My Name", que se tornou num hino progressista da juventude chinesa. Em 1990, edita New Long March, o álbum mais vendido da história da China.

Mais recentemente, em 2002, Cui Jian produziu um festival de música rock nas montanhas de Yunnan, considerado pela imprensa internacional como o “Woodstock” da China. No ano seguinte, abriu o espectáculo dos Rolling Stones, em Beijing e, em 2005, apresentou-se, ao vivo, no estádio de Beijing, num concerto que assinalou o final da proibição das suas actuações na capital chinesa.

PROGRAMA

TAÇA FUNDAÇÃO ORIENTE – CORRIDAS DE BARCOS-DRAGÃO

Data: 20 Julho

Local: Doca Rocha Conde d’Óbidos, Alcântara

Horário: 15h00-18h00

Colaboração: Associação Naval Amorense/ Administração do Porto de Lisboa


SA DINGDING

Data: 25 Julho

Local: Auditório

Horário: 21h30

Preço: € 15,00 (€ 24,00 incluindo o espectáculo de dia 26 de Julho)

Duração aproximada: 1 hora e 15 minutos, sem intervalo

Co-produção: Fundação Oriente/ Sons em Trânsito

M/ 6

Sa DingDing (cantora), Huo Yonggang (voz, horse hair, violino, erhu, jinghu, gaohu, percussão), Peng Fei (voz, teclado, violino electrónico), Christopher Trzcinski (voz, percussão), Zhang Yi (voz, pipa zheng, ruan, sanxian), Zhou Qing (voz, flauta de Bambu, xiao), Zhang Lei (kung fu), Tian Zhijun (kung fu), He Lei (bailarino).


CUI JIAN

Data: 26 Julho

Local: Auditório

Horário: 21h30

Preço: € 15,00 (€ 24,00 incluindo o espectáculo de dia 25 de Julho)

Duração aproximada: 1 hora e 15 minutos, sem intervalo

Co-produção: Fundação Oriente/ Sons em Trânsito

M/ 12

Cui Jian (cantor, guitarra, trompete), Liu Yuan (saxofone, flauta), Liu Yue (baixo), Eddie Randriamampionona (guitarra), Wu Yongheng (percussão), Zhang Yongguang (percussão), Xia Jia (teclas)».

Mais informações, aqui.

2 comentários:

Lucubrina disse...

Ai esta vida!!!!
Venho aqui muitas vezes mas cadé o tempo para ao menos dizer que belo blogue.
Informação, mais que diversificada, quanto ao se vai realizando neste País e não só.
Não só, porque se aprende.
Sabia lá deste festival e muito menos deste grupo.
Parabéns por este blogue e cá continuarei a visitá-lo.
Obrigado e até sempre

António Pires disse...

Lucubrina:

Muito obrigado pela(s) visita(s) e pelas palavras :)) Volte sempre!!