22 junho, 2007

Darfur - Que Se Faça Barulho!



O horrível desastre humanitário em que se transformou a guerra no Darfur, Sudão - com um balanço trágico de 400 mil mortos e dois milhões e quinhentos mil desalojados em quatro anos -, tem motivado o lançamento de várias campanhas de apoio às vítimas deste conflito armado. Uma das mais consistentes e importantes dessas campanhas, «Make Some Noise», é promovida pela Amnistia Internacional e nela estão envolvidos muitos artistas e grupos de variadíssimas áreas musicais, que cederam canções para esta causa (e que podem ser descarregadas no site da organização). No seguimento desta acção, vai ser editado agora um duplo-álbum, «Make Some Noise - The Amnesty International Campaign to Save Darfur» (nos Estados Unidos e Grã-Bretanha o título é «Instant Karma») com versões de temas de John Lennon (na foto) interpretadas por conhecidos nomes do pop-rock e da world music como os U2, R.E.M., The Cure, Lenny Kravitz, Ben Harper, The Flaming Lips, Green Day, Black Eyed Peas, Youssou N'Dour e Sierra Leone's Refugee All Stars (estes em colaboração com os... Aerosmith). Os lucros obtidos pelo álbum - que é editado em Portugal pela Farol, dia 2 de Julho - revertem integralmente para esta campanha da Amnistia Internacional. O alinhamento completo do álbum é: CD1 - U2 («Instant Karma»), R.E.M. («#9 Dream»), Christina Aguilera («Mother»), Aerosmith feat. Sierra Leone's Refugee All Stars («Give Peace A Chance»), Lenny Kravitz («Cold Turkey»), The Cure («Love»), Corinne Baley Rae («I’m Loosing You»), Jakob Dylan feat. Dhani Harrison («Gimme Some Truth»), Jackson Browne («Oh, My Love»), The Raveonettes («One Day At A Time»), Avril Lavigne («Imagine»), Big & Rich («Nobody Told Me»), Eskimo Joe («Mind Games») e Youssou N'Dour («Jealous Guy»). CD2 - Green Day («Working Class Hero»), Black Eyed Peas («Power To The People»), Jack Johnson («Imagine»), Ben Harper («Beautiful Boy»), Snow Patrol («Isolation»), Matisyahu («Watching The Wheels»), Postal Service («Grow Old With Me»), Jaguares («Gimme Some Truth», cantado em espanhol), The Flaming Lips («[Just Like] Starting Over»), Jack's Mannequin («Gold»), Duran Duran («Instant Karma»), A-Ha («#9 Dream»), Tokio Hotel («Instant Karma») e Regina Spektor («Real Love»). Para saber mais sobre a campanha «Make Some Noise» da Amnistia Internacional clique aqui. Sobre uma outra campanha paralela, também bastante importante, «Save Darfur», clique aqui.

10 comentários:

un dress disse...

lennon... que saudades!: de tudo o

que há pra imaginar...

mas sobretudo pra ...SER!!


muito interessantes essa sinergias musicais colectivas à volta de um centrO. e que centTrO !! :)


até.já ...

beijO.anTónio.

António Pires disse...

Un-Dress:

Tens toda a razão. E também é difícil «imaginar» uma obra que pudesse ter tanto a ver com uma causa como esta.

Beijo

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

António, aliar um bom livro a boa música parece-me fantástico.
Obrigada pelas sugestões que deixou.
Temos que fazer isto ( juntos) mais vezes...aliando os nossos conehcimentos a causas...talvez assim...
Um beijo

Excelente post...excelente!!! Obrigada António por nos chamar a atenção para estas iniciativas.

O Imagine devia ser um hino, não de um país, mas do mundo, de todos nós. Que devíamos aprender a mensagem desta música logo em criancinhas.

António Pires disse...

Teresa (Titá):

Umas das melhores coisas da blogosfera é esta possibilidade que temos de partilhar informação e, se assim o quisermos, de nos aliarmos em causas comuns... E tem razão em relação ao «Imagine» (como também teria se a escolha recaísse no «Give Peace a Chance»). Fica aqui o convite aos outros leitores para visitarem o blog da Titá, em que se fala do livro «Meninos em Guerra», de Jerry Piasecki, editado pela Ática; tema comum a este post sobre o «Make Some Noise» (há - e houve - milhares de crianças-soldados envolvidas na guerra do Sudão) e a um outro post do Raízes e Antenas dedicado ao álbum «No Child Soldiers», de 22 de Novembro do ano passado.

Um beijo (e obrigado)

Anónimo disse...

não há barulho que sorva o fragor do Darfur.




_______________nem melodia genial.



mas serve sim. serve sempre para escavar a memória.



beijo.




(imf)

António Pires disse...

Isabel:

Tem toda a razão, infelizmente. Mas muitas vezes também se canta para não esquecer, como é este o caso.

Beijo Poesia

Curiosa disse...

António, no meu post de hoje linkei este seu, ok? se não quiser eu retiro! Mas já que não lhe caiem os parentesis na lama...
;))

António Pires disse...

Curiosa:

Pode «linkar» a vontade!!! :)

Anónimo disse...

A melhor versçao deste álbum duplo é #9 Dream do a-ha! Como esses caras melhoram com o tempo, cara!!! Ah, o trabalho mais recente deles, o "Analogue", é uma ótima pedida! Just like wine!!!

António Pires disse...

Caro Anónimo:

Eu, que até nem gosto dos A-Ha, acho a versão bastante interessante... Volte sempre e, se quiser, identifique-se: aqui todas as opiniões são bem-vindas...