01 fevereiro, 2008

Orchestra Baobab e Kasai Allstars no FMM de Sines


Como quase sempre, é o atentíssimo Crónicas da Terra que dá a notícia: a Orchestra Baobab é o segundo nome confirmado para a edição deste ano, a décima, do FMM de Sines, juntando-se assim aos Kasai Allstars (na foto) no alinhamento deste festival. A Orchestra Baobab, sediada no Senegal mas composta por músicos de várias origens e uma das maiores instituições da música africana, apresenta-se em Sines no dia 24 de Julho. E, para se ter uma ideia do que a sua música representa hoje em dia, peço aos meus leitores para lerem a crítica ao seu último álbum, «Made In Dakar», publicada neste blog em Novembro último. Por sua vez, a máquina de música, dança e cor que são os congoleses Kasai Allstars sobem a um dos palcos do FMM, um dia antes, a 23. Kasai Allstars também já referidos neste blog a propósito do seu espectáculo na WOMEX do ano passado. E, a julgar pelo andar da carruagem, o FMM deste ano vai ser mesmo arrasador!

2 comentários:

rui g disse...

Não cheguei a ler o seu texto sobre a Orchestra Baobab, mas comprei o «made in Dakar» que acho, sem dúvida, um óptimo álbum e que em matéria de discos publicados em 2007 de música africana (com os sentidos no mundo), estando ao nível do disco ao vivo dos Konono n.º 1, só perde para a electricidade vinda do deserto do extraordinário «aman iman» dos Tinariwen. Mas se não tivesse o disco, depois de ler a crítica, provavelmente, iria comprar.

António Pires disse...

Rui G:

Sim, para mim esses também são três dos melhores álbuns africanos editados o ano passado e, também, com o «Aman Iman» dos Tinariwen à frente, se bem que o da Orchestra Baobab - a minha crítica ao «Made In Dakar» é de 9 de Novembro de 2007, se ainda a quiser ler e, já agora, a que dediquei ao «Aman Iman» foi aqui publicada a 13 de Abril do ano passado - esteja lá muito perto...

Abraços